New Super Mario Bros. U foi um dos poucos jogos lançados juntos com o Nintendo Wii U, ainda em 2012. É o quarto título da série New, que introduziu Mario na era HD, e até então é o melhor da franquia, mas mesmo assim possui defeitos.


Embora a série New esteja precisando se reinventar, o título de Wii U conseguiu trazer um jogo ótimo, com fases bem feitas e complexas e um nível de dificuldade satisfatório.


Resumo:

A história do jogo é a mesma de sempre. Bowser resolver sequestrar a princesa Peach, e acaba isolando Mario e seus amigos, que batem numa árvore e espalham um power up pelo mundo - uma novidade do jogo. 

Após, muitas regras, 7 mundos e muitas fases, chegamos ao desfecho que todos já conhecem, mas não cansamos nunca.

Existem diversos caminhos para seguir, o mapa é interativo e é possível utilizar um cano para avançar entre os mundos, tornando a travessia pelo mapa bem menos cansativa.

O jogo:

As primeiras fases são mais fáceis, soando como um tutorial. O novo power up do jogo permite que o Mario plane, e até dar uma pequena "voada", como se subisse um pouco no ar, mas somente uma vez.

Embora não seja o título com mais power ups ou Yoshis, New Super Mario Bros. U nos traz bastante opções ao longo das fases, que se passam por 7 principais mundos. Claro, não são todos, mas são os principais.

A quantidade de fases é satisfatória, dá pra passar boas horas jogando. Só é possível salvar quando se passa de algum castelo. Mas para não obrigar o jogador a avançar, eles criaram um "quick save", e eu não entendi muito bem o porque deles não liberarem o save normal a critério do jogador.

A entrada do Mario no mundo HD foi muito bem trabalhada, mas não sempre. Tem fases muito simples, e outras muito bem trabalhadas. Mas no geral, o jogo ficou bonito, mas poderia ser melhor! Mas, sendo o primeiro jogo lançado junto com o console, é justificável.


A trilha sonora é a mesma de sempre. Não é original, e traz muitos remix de faixas já conhecidas. Não que seja ruim, mas um pouco de novidade é bem vindo!

Quanto ao multiplayer, a Nintendo deu uma bola fora. Além de não haver nenhum conteúdo online (somente interação com o miiverse), é obrigatório o uso do Wii Remote para se jogar com mais de uma pessoa, quando o gamepad vira uma espécie de ajudante. Com ele é possível criar blocos que ajudam durante a fase. Mas se você não possui pelo menos 2 Wii Remote, não é possível jogar.

Mas mesmo assim, a experiência em grupo continua ótima, sendo altamente divertido reunir amigos para jogar.

Além da campanha principal, existem mais 3 modos de jogo. A Coin Battle, o Bosst Rush e o Challenges, que aumentam a vida útil do jogo.


Vários Koopalings aparecem no jogo, ao longo das fases. Assim com Nabbit, que está presente e faz você voltar em várias fases para alcança-lo e ganhar um prêmio. Além destes, existem várias casas de Toad com mini games onde é possível ganhar vidas e power ups. 


A escolha do Yoshi verde normal, e os outros coloridos bebês é duvidosa. Embora os pequenos sejam úteis, não são iguais aos grandes, presentes por exemplo, no título da franquia para o Wii.

O gamepad funciona bem como controle, mas sua tela tátil não tem muita função. Somente no multiplayer. 

Durante as fases, não é possível guardar um segundo power up. Somente os adquiridos na casa dos Toads e ao longo do mapa são guardados num inventário, e você deverá usá-los antes de entrar na fase.




Mas calma! Foi o que disse no início. O jogo não é perfeito, mas é o melhor da franquia New. As fases são muito bem feitas, fugindo da simplicidade dos títulos portáteis. Existem 3 moedas por fase, e muitas são difíceis ou estão escondidas pela fase. Várias fases possuem mais de uma forma de serem completadas, podendo até mesmo pular um mundo inteiro. 


E esse é o charme do jogo, isso o diferencia dos outros. Retomando as origens, a maior parte das fases são muito bem elaboradas, trazendo um nível de dificuldade novo ao jogo.

Veredito:

Mesmo expondo vários defeitos do jogo aqui em cima, seus pontos positivos ainda conseguem ser superiores. Antes de tudo, é preciso lembrar que este título foi lançado em 2012, junto com o Wii U, e foi um dos primeiros títulos da Nintendo a ser lançado em HD.

Ainda assim, o jogo traz várias fases muito bem feitas, retomando o nível de qualidade da época do NES e SNES, e certamente irá agradar a todos que gostam de jogos de plataforma. O nível de dificuldade é ótimo, o jogo não é muito fácil e possui bastante variedade.

Veja o vídeo abaixo e tire suas próprias conclusões:


Visual: 8.5/10
Jogabilidade: 8.5/10
Som: 8.5/10
História: 8.0/10
Carisma: 10/10

Nota final: 8.7

Críticas: já fiz várias, mas vamos lá. Seria muito legal um multiplayer podendo usar o gamepad para controlar um personagem, uma opção de guardar um segundo power up durante as fases, yoshis maiores, mais variedade de itens, gráficos mais elaborados em algumas fases, trilha sonora mais original e modo online...
Facebook
0
Google
 
Top