A politica da Nintendo contra a pirataria é bastante rigorosa, e agora, o alvo da empresa são os speedrunners e hackers de ROMs. 

A notícia foi revelada por PangaeaPanga, um popular speedrunner, que faz uso de ROMs e emuladores e divulga seus vídeos no YouTube, e segundo ele, a Nintendo derrubou vários vídeos de seu canal.

A empresa inclusive enviou uma e-mail para ele, dizendo que os vídeo dele infringem diretos autorais da Nintendo. No e-mail, eles disseram que entendem que seus fãs são a razão para o seu sucesso e que ficam felizes ao ver pessoas compartilhando sua paixão por seus jogos, mas ao mesmo tempo, postar vídeos usando softwares e cópias de jogos não autorizados violam os direitos da Nintendo. distribuir ou prosseguir os trabalhos sobre a modificação, ou tomar quaisquer outras medidas que violar os direitos da Nintendo.

Eles também falaram sobre o Nintendo Creators Program, o programa de afiliados da Nintendo para Youtube, e disseram que o código de conduta do programa não permite que os jogadores publiquem conteúdos de cópias de jogos e softwares não autorizados, o que inclui vídeos com speedruns feitos em ferramentas que exigem um programa que leia ROMs e a executem através de um emulador.

Com isso, cerca de 80% dos vídeos do PangaeaPanga foram removidos de seus canal no YouTube pela Nintendo. Ele ficou conhecido recentemente por ter zerado Super Mario World em apenas 23 minutos e vendado.

Facebook
0
Google
 
Top