Se você achava que a relação entre Yakuza e vídeo games estava relacionada apenas à franquia da SEGA, você estava muito enganado.

John Szczepaniak, é autor de um livro chamado The Untold History of Japanese Game Developers Volume 2, ou A História Não Contada dos Desenvolvedores Japoneses. O livro tem relatos de alguns desenvolvedores contando as histórias sujas por trás de algumas desenvolvedoras de jogos logo quando a indústria de games começou no Japão.

E uma história em especial vem chamando a atenção de vários sites, sobre um desenvolvedor que quis difarçar a sua identidade com o pseudônimo de Hideo Nanashi e que disse que na época, uma desenvolvedora havia contratado a Yakuza para sequestrar a sua irmã e o forçar a parar de trabalhar para a Nintendo.

Nanashi disse que no Japão, há uma percepção de que jogar é algo ruim, oposto ao trabalho duro, por isso que empresas do ramo algumas vezes possuem ligações com esse mundo criminoso. Para ele, as únicas empresas que têm sido capazes de fazer negócios limpos todos esses anos provavelmente são a Nintendo e a Namco.

Os trechos divulgados pela entrevista não citam o nome da empresa responsável pelo sequestro da irmã de Nanashi, mas ele disse que a empresa em questão também parecia querer que seus funcionários pedissem demissão no ano de 2000, os colocando isolados em um quarto sem fazer nada.

Facebook
0
Google
 
Top