Recentemente nós ficamos sabendo sobre a saída oficial de Hideo Kojima da Konami, que resolvou abrir seu próprio estúdio e já anunciou uma parceria com a Sony para o desenvolvimento de um game exclusivo para PlayStation. Mas se você possui alguma dúvida a respeito da saída desse grande desenvolvedor de uma empresa tão famosa quanto a Konami, parece que vai ter que continuar com suas dúvidas. 

De acordo com ele, ele assinou um contrato que o impede de falar sobre as circunstâncias que envolvem a sua saída da empresa. Mas apesar disso, ele deixou algumas pistas a respeito do assunto em uma entrevista ao jornal The New Yorker.

Os games amadureceram e são bem mais do que meros brinquedos interativos, trata-se de um meio muito rico que pode oferecer drama e outros elementos mais profundos ao usuário. Nesse ponto, ficou mais difícil de de vender jogos japoneses, pois sua sensibilidade e identidade cultural são diferentes.
A única forma de criar jogos top de linha, é apontarmos para o mercado internacional. Mas para se fazer isso, os responsáveis pelo projeto precisam saber no que estão trabalhando, e precisam estar dispostos a assumir riscos. Se você se foca apenas em lucros imediatos, o tempo vai te deixar para trás. E isso se torna algo impossível de se acompanhar

Kojima também falou a respeito da burocracia que existe nas grandes empresas de jogos:

Quando você trabalha em uma grande companhia, especialmemente japonesa, cada pequeno detalhes tem que ser provado de antemão, são necessários papéis para tudo. Agora que sou independente, posso fazer o que eu quiser mais rápido. Não preciso de investir meu tempo em apresentações. Eu mesmo assumo os riscos.
Quando estou trabalhando para uma companhia, os meus comentários também podem ser tomados como declarações dessa companhia. E por esse motivo é que eu não posso dizer qualquer coisa.

O artigo ainda termina com Kojima contando que conversou com uma amigo de Hollywood sobre a possibilidade de ir para uma ilha deserta durante um ano para descansar, mas esse amigo o disse que o papel de Kojima neste mundo era de continuar fazendo grandes jogos enquanto ele pudesse. Que essa era a missão da sua vida.

Facebook
0
Google
 
Top