A Nintendo já anunciou seus planos para entrar no mercado mobile. A empresa planeja lançar seu primeiro aplicativo, o Miitomo, no ano que vem. Porém, quando ele foi anunciado, muitas pessoas se decepcionaram pois esperavam que a Nintendo começasse levando suas franquias famosas para os smartphones, como Mario.

Por isso, em uma entrevista recente de Reggie Fils-Aime, Presidente da Nintendo da América, ele explicou o porque dessa estratéria da empresa.

Infelizmente, há uma mentalidade simplista lá fora, de que "fazer um jogo do Mario para dispositivos mobile" é uma receita para imprimir dinheiro e não é. Simplismente não é. Essa é a mentalidade habilidosa vem de Kyoto, e nós diz que qualquer coisa que precisamos fazer, precisa ser uma experiência maravilhosa para os consumidores.
Nós sabemos que o Mario e sua habilidade de correr e saltar, se transformar usando diferentes itens, foi criada para ser utilizada em controles que não existem para smartphones. E é por isso que para nós, não é algo tão simples como pegar jogos que já existem e portar-los para smartphones como se essa fosse a resposta. Nossa resposta é criar novas experiências que irão utilizar o que os dispositivos mobile tem de melhor.

O Miitomo, o primeiro "jogo" da Nintendo para smartphones, envolve o uso de recursos mais sociais, que promovem interação entre os usuários do aplicativo, e ele será lançado em Março de 2016. Porém, ele é apenas o começo da Nintendo no mercado mobile, e a empresa ainda tem muito o que mostrar.

Ainda assim, é quase certo de que a empresa possa usar personagens de suas franquias em futuros jogos e aplicativos que fazem parte dessa iniciativa, mas não necessariamente jogos como eles levam para os consoles, já que a própria empresa disse que quer usar esses aplicativos para atrair mais usuários para suas plataformas.

Fonte
Facebook
0
Google
 
Top