Em evento, na sede da OEA, Organização dos Estados Americanos, em Washington, o ministro da justiça brasileiro José Eduardo Cardozo, afirmou que a "apologia à violência" em esportes e videogames está alimentando a criminalidade no Brasil.

"A violência é hoje cultivada e aplaudida, seja em esportes ou jogos de crianças pequenas", disse Cardozo, que parece não estar muito ligado no assunto, pelo menos quando se trata dos games.

O ministro ainda citou um "especialista" que disse que nunca viu um jogo onde o vencedor salva vidas, pois o vencedor "é sempre quem mata",  e ele continuou:

Essa cultura da exaltação da violência se projeta e acaba banalizando a violência, disseminando uma realidade perversa em que seres humanos podem aniquilar, ferir os outros em atos que são socialmente reprovados.

Várias pesquisas atuais afirmam exatamente o contrário do que foi dito por Cardozo, que comprovam que jogos não tornam os adolescentes mais agressivos. Muitos jogos atuais, também estão longe de serem violentos, e seria muito importante que nosso governo tivesse pessoas com um maior conhecimento no assunto e também com um maior intelecto.

Facebook
13
Google
 
Top