Ontem, tomamos conhecimento sobre algumas mudanças de conteúdo que foram feitas em Fire Emblem Fates na localização do game para o Ocidente, e agora, a Nintendo falou um pouco mais a respeito dessas mudanças e também do conteúdo do jogo, dando ênfase a um assunto bastante delicado, que é o casamento entre pessoas do mesmo sexo no game.

Fazer mudanças não é algo incomum quando se localiza jogos, e nós temos realmente feito mudanças nesses jogos. Quando você localiza um jogo, deve torná-lo adequado para ser lançado em um território em particular. Todas as nossas escolhas foram feitas a partir desse ponto de vista.
Na edição Conquest, um personagem principal masculino criado pelo jogador, pode formar um par com outro personagem masculino (Niles) e isso acaba levando a um casamento. Da mesma forma, na edição Birthright, uma personagem principal feminina criada pelo jogador, pode formar um par e se casar com outra personagem feminina (Rhajat). Como os casais de sexo oposto, estes casais do mesmo sexo podem desfrutar das elevações de estatística que vêm com o casamento, o que significa que quando eles estão emparelhados na batalha, eles são mais fortes do que quando estão separados ou com outro personagem.
Na terceira edição, Revelation, que será lançada como DLC no eShop em 10 de Março, um casamento do mesmo sexo também é possível, independentemente do sexo do seu personagem principal, já que ambos Niles e Rhajat podem ser encontrados nesta edição.

O casamento entre pessoas do mesmo sexo em Fire Emblem Fates foi muito importante para o jogo, já que várias pessoas criticaram Fire Emblem Awakening por não dar aos jogadores essa possibilidade.

Fonte
Facebook
0
Google
 
Top