A Nintendo pode mesmo entrar no mercado da saúde, já que a empresa propôs mudanças que vão expandir o seu alcance para outros ramos de negócios.

Segundo uma proposta enviada para emenda do Articles of Incorporation - documento que estabelece o propósito de uma empresa. A Big N pretende atuar no "Desenvolvimento, produção e vendas de dispositivos médicos e dispositivos de saúde" assim como " Gerenciamento e investimento em estabelecimentos alimentícios, lojas e sites de entretenimento."

O documento também inclui adições para "desenvolvimento, produção e venda de software para computador," além de "licenciamento de propriedades intelectuais," esta última emenda reafirma o interesse da empresa em produções cinematográficas.

A proposta de emenda será apresentada na 76ª Reunião Geral Anual de Investidores, no dia 29 de junho.

A Nintendo tem mantido em sigilo absoluto o seu "Projeto Qualidade de Vida," o que levou diversos analistas a acreditar que a empresa teria abandonado o projeto. Em dezembro do ano passado, Tatsumi Kimishima reafirmou que o projeto ainda "se encontra em desenvolvimento," dizendo mais tarde aos investidores que o seu futuro é incerto já que "ainda não se encontra ao nível de um produto da Nintendo."


Vale ressaltar que diversidade em campos de atuação não é algo inédito na história da Nintendo, em seus mais de 125 anos de existência a empresa atuou nos mais diversos segmentos de negócios, da produção de baralhos, passando pelo ramo alimentício, administração de Táxis e Motel, até se estabelecer como uma empresa de produção tecnológica.  

Queremos saber sua opinião sobre o assunto, você acredita que uma possível expansão dos negócios da Big N para produções cinematográficas e áreas ligadas à medicina trará benefícios para empresa, ou prefere que ela concentre seus esforços apenas na indústria de games?

Fonte
Facebook
0
Google
 
Top