Na tarde de ontem (14), Shigeru Miyamoto criador de The Legend of Zelda, juntou-se à transmissão da Nintendo Treehouse na E3 2016 para explicar, como o novo jogo da franquia foi buscar inspiração no título original, lançado em 1986.

Nas palavras do designer:
"À medida que a série progrediu, foram adicionadas novas tecnologias e recursos, entretanto, percebemos que o jogo foi se tornando mais sequencial, linear. Com este novo título, queremos voltar ao espírito original de Zelda, que é a liberdade."
"Nos títulos recentes da franquia, houve uma tendência de que os NPCs explicassem tudo sobre o mundo", disse Miyamoto. "Voltamos às origens de Zelda, onde você não sabe quem você é, o que deve fazer. Neste novo jogo, a maneira que o jogador interage com a natureza e o mundo ao seu redor, será aprendida de maneira prática, sem qualquer explicação prévia."
The Legend of Zelda: Breath of the Wild será um jogo de mundo aberto, com a liberdade para jogar em qualquer estilo, enfrentar obstáculos em diferentes ordens, e explorar um mundo vasto, que o Presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, definiu como: "facilmente um dos maiores jogos já feitos pela Nintendo. "
"No antigo Zelda, havia uma imagem, uma ilustração, (imagem do topo) que você meio que tinha que usar a imaginação", disse Miyamoto. "Agora, você não precisa disso. Este vasto mundo ultrapassa a ilustração, e você pode caminhar e fazer o que bem entender neste universo fantástico ao qual veio à vida."
Lembramos que Breath of the Wild terá um mapa 12 vezes maior do que Twilight princess e o que foi exibido na E3 2016 não equivale a 1% do tamanho total do jogo. Ou seja, levaremos um bom tempo para desbravar todos os segredos deste mundo.

 Fonte
Facebook
0
Google
 
Top