Você não leu o título da matéria errado. O maior herói da história dos videogames já teve sim seu momento vilão, foi no jogo Donkey Kong JR, lançado para Arcade ano de 1982 e posteriormente para Nintendinho. O bigodudo assumiu o papel de vilão e representou bem a função de malvado. 

Tudo parecia bem, Jumpman (naquele momento o bigodudo atendia pelo nome de Jumpman) havia salvado sua amada Pauline e o gorilão estava derrotado após os eventos do Donkey Kong original. Não satisfeito, Mario resolveu dar o troco e aprisionou o gorila (Cranky Kong, avó de DK na série Country e jogos posteriores). Por sorte, ele podia contar com a ajuda do filho pra deixar a jaula. Este é o único título da série no qual o encanador é o vilão.


Com chicote na mão, Mario mantinha o macaco preso na jaula, enquanto lançava animais domésticos contra Junior (Pai de DK). Em entrevista para a Nintendo Online em 1998, Shigeru Miyamoto disse que a proposta era ter o ponto de vista do gorila e não apenas fazer uma sequência do sucesso anterior Donkey Kong. Isso não só deu tons de cinza para Mario, como justificou o comportamento agressivo de DK, que foi retirado a força de sua ilha. 


Olhando pelo ponto de vista de hoje, anos após o lançamento deste jogo, Mario tronou-se um herói consagrado e vê-lo na posição inversa é chocante, porém faz parte da história do encanador.

Para mais curiosidades e notícias de suas séries favoritas, continue ligado no A Casa do Cogumelo. 

Facebook
0
Google
 
Top