Durante a rodada de entrevistas do Miitomo, promovido pela própria Nintendo, o produtor Yoshio Sakamoto, um dos mais influentes dentro da Big N, confidenciou que Satoru Iwata mantinha alguns segredos quanto à produção de jogos. 

Nas palavras de Sakamoto "Shigeru Miyamoto é como um super homem quando se trata de fazer jogos. Então, todos departamentos de desenvolvimento queriam mostrar cada pequena coisa para a aprovação do Sr. Miyamoto. Mas se fosse esse o caso, então, gradualmente, todo o tempo do Sr. Miyamoto seria tomado. Além disso, talvez todos os jogos acabariam sendo copias um dos outros. Então, talvez por isso o Sr. Iwata criou uma equipe que estava fazendo coisas sem o conhecimento do Sr. Miyamoto. Assim, o resultado foi que dois centros de pensamento foram desenvolvidos dentro da Nintendo. Um grupo do Sr. Miyamoto, e outro fora do círculo do Sr. Miyamoto". 

O Co-criador de Metroid adverte que Iwata gostava do Sr. Miyamoto mais do que ninguém e o respeitava profundamente, mas ele pensou que, se tudo foi deixado para Miyamoto, a Nintendo iria a ruína, seguindo apenas um caminho. Por isso, ele se aventurou a fazer uma equipe que não estava sob a supervisão de Miyamoto. Sakamoto disse ainda que o próprio Sr. Iwata gerenciou a equipe, e eles tinham de fazer jogos que poderiam ser desenvolvidas em meio ano. E isso teve um impacto direto na capacidade da Nintendo para lançar jogos com regularidade. Portanto, o pensamento de esconder as coisas do Sr. Miyamoto foi ideia de Satoru Iwata.

Sakamoto concluiu dizendo não faz parte da equipe de Miyamoto e que Animal Crossing é um dos projetos de desenvolvimento que o Sr. Miyamoto não supervisionou. No entanto, Tomodachi Collection, que é um dos projetos que Sakamoto tem trabalhado, é "completamente diferente".

Facebook
0
Google
 
Top