Com o final da EVO 2016, uma notícia extremamente desagradável veio à tona. A jogadora de Super Smash Bros “VikkiKitty” revelou em seu Twitter que foi assediada sexualmente pelo jogador profissional mexicano Cristian Hyuga” Medina durante o evento realizado em Las Vegas, Estados Unidos entre os dias 15 e 17 de julho.

Segundo o relato, Vikki e seu namorado decidiram acolher Hyuga em seu quarto no hotel após o jogador ficar muito bêbado. Entretanto, no meio da noite, Vikki acordou com Hyuga ao seu lado na cama, se esfregando e passando a mão em seu corpo.

Ao perceber a situação, a jogadora alega que mandou Huyga sair de cima dela e voltar para o chão em espanhol, momento este em que as outras pessoas que estavam no quarto acordaram e ela aproveitou o momento para trocar de cama.

Porém, VikkiKitty alega que quinze minutos após o primeiro abuso, o jogador mexicano teria tentado fazer a mesma coisa novamente, até que uma outra pessoa que estava no quarto percebeu a situação e o expulsou do cômodo. Eles inclusive contaram o caso para a polícia local e formalizaram um boletim de ocorrência.

Em defesa, Cristian entrou em contato com o casal posteriormente pedindo desculpas, alegando estar “muito bêbado” e que “não lembrava de nada”, ou seja, uma desculpa esfarrapada. Ele também pediu para que eles não fossem na polícia, pois isso impossibilitaria de participar de outros eventos nos Estados Unidos.

Sem conseguir mais o contato com os dois, Hyuga excluiu o Twitter. No mesmo dia, a equipe VGBootCamp anunciou que estava retirando o patrocínio ao jogador. Ele foi contratado poucos dias antes da EVO 2016 e é conhecido por ser um dos jogadores mais antigos da série Smash Bros. no México.

Fonte
Facebook
2
Google
 
Top