A Nintendo se esforçou para vender aos consumidores os recursos do seu console Wii U, mesmo antes do lançado do sistema em 2012, porém, enfrentou algumas dificuldades. O presidente Tatsumi Kimishima, abordou este tema durante a recente reunião com acionistas da empresa. Veja o que presidente disse:
"Em uma reunião com representante de vendas interno, alguém projetou que venderíamos perto de 100 milhões de sistemas Wii U em todo o mundo", disse ele. "A idéia era que, porque o Wii vendeu bem, o Wii U seguiria o mesmo exemplo. Eu disse que, desde que o Wii já tinha vendido tão bem, temos de explicar claramente a intenção do Wii U, se quisermos ir além disso e vender o novo sistema, e que isso seria uma tarefa fácil. "
As tentativas de anunciar o Wii U para os consumidores estavam preocupando Kimishima que alertou que deveriam ser mais claros ao comunicar as funcionalidades do sistema - como o controle GamePad, que foi mal interpretado e visto com certo ar de pessimismo.

Essa batalha difícil que a Nintendo teve com o Wii U é exatamente o que eles esperam evitar com o próximo console, conhecido apenas como NX. Com detalhes escassos, há pouco para os consumidores questionarem, no entanto, como a Nintendo não divulgou detalhes sobre o que esperar do lançamento em março. Miyamoto, no entanto, antecipa algumas dificuldades.
"Eu acho que Wii U continua a ser atraente como um dispositivo de mídia que muda a vida na sala de estar", Miyamoto disse, em seguida, acrescentando que " um desafio semelhante continua com NX."
Explicar como funciona o sistema para os consumidores é apenas um problema em potencial. O gerente de produção da Nintendo, Hirokazu Shinshi também falou do aumento dos custos de produção e a natureza complicada de fazer dispositivos como a Nintendo faz, trazendo inovações para o mercado.

Miyamoto ainda acrescentou dizendo que há esperança que a Nintendo faça grandes sucessos globais, o que permitirá a empresa continuar a tomar riscos em hardware e software.
"Haverá grandes sucessos em algum lugar no nosso negócio, o que permite suportar os jogos que falham e assim assumir outros desafios", disse Miyamoto. "Portanto, a nossa premissa básica é criar um software que vai vender na faixa de pelo menos dois milhões de unidades. Nós simplesmente não podemos recuperar nossos custos se só lançarmos  jogos no Japão, que vendem em média cerca de 300.000 unidades, assim,  o mercado global é o nosso padrão ".
A empresa disse anteriormente que irá garantir que o lançamento do NX venha seguido do lançamento de uma grande quantidade de jogos. Isso é diferente do lançamento do Wii U, que sofreu com a escassez de jogos no seu primeiro ano.

Quanto às vendas de hardware, a Nintendo não espera que o NX seja vendido com perdas, como afirmado no início deste ano.
"Enquanto anunciamos nossa previsão de vendas do Wii U em 800.000 unidades para este ano fiscal, estamos prevendo vendas totais de ¥ 500 bilhões, quase o mesmo valor que alcançamos no ano passado", disse Kimishima. "Eu não sou atualmente capaz de falar sobre números concretos para as vendas unitárias, mas estamos planejando que o NX compense as baixas vendas do Wii U. Os Softwares do NX também contribuirão para as vendas e consequentemente para o lucro."
Você acredita que a Nintendo será capaz de convencer os consumidores com o NX e assim dar a volta por cima? Comente para gente quais são suas expectativas com o novo console da Big N.

Fonte
Facebook
0
Google
 
Top