Hoje nosso Donkey Kong completa 35 aninhos de vida, e não poderíamos deixar de falar um pouco sobre esse personagem icônico dos jogos. Criado por Shigeru Miyamoto, Donkey Kong teve seu primeiro jogo da série lançado em 1981 e até hoje nos encanta em suas participações em diversos títulos Nintendo além dos próprios títulos em que é protagonista.

O primeiro jogo de Donkey Kong tratava-se de um mini-game, onde também apareceu pela primeira vez Mario, que na época era chamado de "Jumpman". No mesmo jogo, Donkey Kong sequestra uma mulher chamada Pauline se tornando inimigo de Jumpman, o objetivo do jogador é se desviar pulando de obstáculos que vem na direção do Jumpman (personagem jogável) até chegar em Donkey Kong e derrota-lo.


A origem do nome "Donkey Kong" varia, alguns boatos dizem que foi uma comunicação ruim que alterou o nome original da série, outro boato é de que Miyamoto procurava no dicionario de inglês algo que significasse bobo ou teimoso e acabou encontrando Donkey que significa burro.
Miyamoto afirma que o nome vem da palavra burro ou estupido

Donkey Kong foi o primeiro exemplo de jogo estilo plataforma. Algumas vezes caracterizado como o primeiro jogo de plataforma da história, de fato é que foi o primeiro jogo de plataforma a utilizar o pulo como habilidade, introduzindo a necessidade de pular entre brechas, obstáculos e inimigos próximos. O jogo acabou servindo de exemplo para os jogos de plataforma.


Em 1982, a Universal Studios processou a Nintendo por achar Donkey Kong muito parecido com King Kong, sem saber que King Kong já entrara para domínio público. A Nintendo ganhou o processo podendo utilizar assim sem problemas a marca Donkey Kong.



Em 1994, a Nintendo resolveu pedir à produtora de jogos britânica Rare, para fazer um novo jogo de Donkey Kong. Em 1994 foi lançado Donkey Kong Country, considerado um salto no mundo dos vídeo games. O jogo foi produzido para o console SNES, apresentava gráficos jamais vistos numa plataforma de 16 bits. Nos dois anos seguintes foram lançadas duas sequências: Donkey Kong Country 2: Diddy's Kong Quest e Donkey Kong Country 3: Dixie Kong's Double Trouble!, respectivamente.

Os jogos foram levemente adaptados na série Donkey Kong Land para Game Boy e "portados" para o Game Boy Advance.


Donkey Kong Country foi sem sombra de dúvidas o jogo que mais marcou os fãs brasileiros e ao redor do mundo. Sua trilha sonora é até hoje digna de ser exaltada, criada por David Wise, e é sem dúvidas um dos elementos que faz dessa série uma obra de arte. Quem não se lembra do mapa do "trenzinho" ou dos mapas aquáticos?



Em 1999 foi lançado outro título da série, desta vez para a Nintendo 64, Donkey Kong 64. Jogo de estréia da série em 3D e que causou polêmica, pois muitos fãs gostaram e outros já não gostaram tanto assim. O game inaugurou também o uso do cartucho de expansão no N64, que aumentava a memória do console em 4MB. O jogo só funciona com esse acessório, devido a um bug que ocorria no jogo que misteriosamente era corrigido com o uso do acessório. Nem a própria Rare sabe dizer o motivo disso.


Em 2003, a Nintendo lançou o jogo Donkey Kong Jungle Beat para Gamecube que também era um jogo um tanto polêmico, por não agradar a todos os fãs mais antigos. Jogos como Donkey Konga, Donkey Kong Jungle Climbe e Donkey kong Jet Racing não tiveram muito sucesso como os seus antecessores.

Em 2010, a Nintendo juntamente com a Retro Studios, lançou Donkey Kong Country Returns. Neste game, foram feitas modificações, como a ausência dos répteis e fases sob a água. Nele, o jogador deveria capturar as bananas roubadas pela Tiki Tak Tribe. O jogo foi bem recebido pela crítica e pelo público e começou a trazer de volta o seu público mais antigo. Já no Nintendo Wii U, foi onde a série realmente voltou a suas origens, com alguns responsáveis pelo jogo original do SNES, Donkey Kong Country: Tropical Freezy trouxe atona tudo aquilo que os antigos fãs da série gostariam de ver em um novo jogo. Trilha sonora do David Wise, belos gráficos e jogabilidade maravilhosa. Sem dúvidas o jogo reencontrou suas raízes de excelência. Considerando todas essas afirmações, pode-se dizer que a série Donkey Kong Country foi uma das maiores marcas no universo dos games, sendo lembrado como uma das mais importantes séries do mundo.


E vocês queridos leitores, o quem tem a dizer sobre Donkey Kong? Sem dúvidas todos nós temos uma boa lembrança dessa série magnífica, que de alguma forma fez parte de nossas vidas. Não deixem de comentar sobre suas experiências jogando Donkey Kong. Um abraço a todos e que venham mais 35 anos de Donkey Kong!!!

Facebook
0
Google
 
Top