Antonio Stagliano, um bispo siciliano, defende que o jogo transforma as pessoas num exército que empunha smartphones, comparando a situação com a série televisiva sobre zombies "The Walking Dead".

O bispo, que foi citado esta quinta-feira por vários jornais italianos, disse que estava pronto para ir a tribunal para banir o aplicativo para telemóveis. Antonio Stagliano é bispo na cidade de Noto, na Sicília, sul de Itália.

Stagliano já havia atacado o jogo nos últimos dias, declarando-o "um sistema totalitário próximo ao nazismo", acrescentando que está a alienar "milhares e milhares de jovens", tornando-os viciados na caça de monstros.

O bispo é conhecido na imprensa italiana, particularmente por suas interpretações de sucessos de música rock de cantores populares como Noemi e Marco Mengoni.

Facebook
2
Google
 
Top