O diretor executivo da NianticJohn Hanke, teve seu perfil no Twitter invadido por hackers em protesto ao atraso no lançamento do game no Brasil.

A ação aconteceu na tarde deste domingo (31), e foi foi reivindicada pelo grupo OurMine, conhecido por hackear contas de personalidades do mercado de tecnologia, entre eles o diretor executivo da Google, Sundar Pichai; do TwitterJack Dorsey; e do FacebookMark Zuckerberg.

Nas mensagens postadas no perfil de Hanke, o grupo publicou cinco tuítes em seu nome. “Este hack é pelo Brasil”, diz uma das mensagens postadas, acompanhada pelas hashtags #POKEMONGOBRAZIL e #PokemonGo4Brazil.

Os hackers também brincaram com a facilidade da senha usada pelo executivo: “nopass” (“semsenha”, em português).


Facebook
2
Google
 
Top