Certamente Zelda: Breath of the wild é um dos jogos mais esperados do ano, desde o anúncio do trailer na E3 2014 o hype dos jogadores só vêm aumentando, e não é à toa, finalmente a franquia vai trazer um mapa aberto como nunca antes, possibilitando os jogadores as mais diversas interações com o mundo que o cerca. (churrasco hehe).

Wii U e NX


Em 2015, com todos já separando o dinheiro para o jogo, nosso bom e velho amigo Eiji Aonuma veio em vídeo nos dizer que Zelda seria adiado e não chegaria ao Wii U no mesmo ano. Confira:



Partindo de outra linha de raciocínio, nesse mesmo mês, Iwata em mais uma de suas "famosas" reuniões para acionistas anunciou que estavam trabalhando em um novo console (Switch), mas que não poderia dar maiores detalhes. Foi aí que as especulações começaram, você pode conferir em uma postagem aqui do site que esse anúncio foi feito no dia 17 de março. E mais tarde, no dia 27, Aonuma nos avisou que Zelda seria adiado para 2016 (ano em que Iwata nos prometeu maiores informações sobre o suposto NX), e você pode ter certeza conferindo outra postagem do site ou até mesmo vendo a data de publicação do vídeo no Youtube, no canal da Nintendo. Claro que foi suficiente para os rumores começarem e os donos de Wii U se desesperarem de preocupação por haver uma pequena chance do jogo ser transferido de console. Somando isso aos inúmeros "jornalistas investigativos e suas fontes" afirmando o óbvio.

Que passou de 2016 para 2017


Passado o susto inicial, todos já estavam estáveis e aguardando o que parecia ser o jogo do ano, até que a Nintendo veio a público adiá-lo novamente. Mas, dessa vez, não havia motivos para choro e desespero, pois ela o confirmou tanto para Wii U quanto para NX, e frisou que a E3 2016 seria voltada o novo Zelda. A desculpa foi que estavam polindo o jogo, mas é claro que só queriam conciliar o lançamento nos dois consoles.



Em um dos Treehouse, como o do vídeo acima, é claramente perceptível que o gameplay já está bem fluido. Como dito antes, a interação de Link com o mundo ao redor não está deixando a desejar, não por enquanto. Adaptações do personagem ao clima e à continuação da jornada são essenciais: se Link está com frio, providencie uma roupa melhor para ele, se tem um abismo a sua frente (como uma das partes do vídeo) e você necessita de passar por aquele local, então improvise, use uma árvore como ponte, se está cansado de andar, use seu escudo como prancha em locais inclinados.
Estão sendo divulgados, pouco a pouco, os amiibo do jogo, e que, como alguns outros praticamente desnecessários em alguns jogos da Nintendo, esses estão prometendo ser úteis. O amiibo "Wolf Link", por exemplo,  promete trazer um lobo para ajudar a caçar e derrotar possíveis inimigos.


Do polimento à obra-prima



E claro, depois de tanta espera a Nintendo finalmente revelou mais detalhes sobre o Switch, e de quebra nos mostrou um lindo trailer do novo Zelda (que mais parece trailer de filme), não foi mostrado tanto da história quanto esperado, mas já deu um gostinho de quero mais. Relembre:



Honestamente, estou ansioso para o jogo que muito promete, confesso nunca ter jogado nenhum Zelda e acho que isso está me motivando, os gráficos cartunescos ficam visualmente agradáveis, tanto no Wii U (com menos potencial) quanto no Switch, e a possibilidade de fazer "tudo" chama a atenção. Na verdade, acho que o diferencial desse jogo para os outros é que está criando a enorme expectativa em todos, e não somente por ser um novo jogo de uma série renomada e aplaudida no globo todo.

Zelda: Breath of the Wild chega ao Switch no dia 03.03.2017
Facebook
0
Google
 
Top