Miyamoto testando o Oculus Rift na E3 2014

Em 2014 o famoso pai do Mario foi entrevistado pela Revista Time sobre o uso da realidade virtual nos consoles Nintendo. Ele disse que apesar da mecânica estar sendo melhorada, ainda duvida um pouco da experiência que ela pode trazer.

Ele ressalva que está de olho nessa proposta e sua opinião é de que ela só tem a melhorar, mas ele se diz preocupado da mesma forma que um pai ficaria se visse seu filho jogando em realidade virtual. Em 2014, o mestre relatou que essa talvez se torne uma atividade muito individual, e podemos concluir que não é isso o que a Nintendo está visando:
Quando se pensa na realidade virtual, você imagina uma pessoa botando um óculos e jogando separada. Ou talvez em um quarto isolado gastando seu tempo jogando sozinha, contrastando com o que queremos com o Wii U.
Parece que esse pensamento e visão ainda continuam tomando conta da Nintendo, visto que com o Switch eles deixam claro que o foco é que o jogador jogue com várias pessoas ao mesmo tempo. Mas se a Nintendo gosta de arriscar em seus produtos, por que não tentar?

Fonte
Facebook
0
Google
 
Top