Mais algumas perguntas foram feitas ao Presidente da Nintendo, Tatsumi Kimishima, dessa vez as perguntas se baseiam no mercado mobile, na parceria entre a Nintendo e a DeNA e em como eles planejam usar o Mario nos dispositivos móveis, no próximo ano fiscal.

Kimishima diz que não vê como teriam conseguido se aprofundar tanto nesse novo mercado sem a ajuda da DeNA e afirmou que a parceria entre elas está indo muito bem.
Não vamos rejeitá-la no futuro, mas dependendo de como obtivermos resultados no ramo mobile e do feedback dos consumidores, podemos pedir ajuda a outras empresas. Mas não é algo que estamos procurando agora.

Quanto ao mascote da empresa, Takahashi diz que estão usando o Mario em muitas partes dos negócios da Nintendo e vão continuar fazendo assim. No entanto, isso não significa que a empresa esteja planejando algum novo jogo (mobile) para o próximo ano fiscal, em vez disso ele (Mario) continuará ativo em nossas atividades (empresariais).

Já Miyamoto preferiu falar sobre as tentativas de introdução nesse novo negócio, ele frisa que eles estão tentando diferentes tipos de aplicações para dispositivos inteligentes, incluindo títulos e formas de pagamento. O modelo de pagamento em Super Mario Run foi algo que tentaram e querem continuar vendo os resultados.

(...) Trabalhamos de uma forma flexível, então se conseguirmos desenvolver jogos mobile em um curto período de tempo, podemos ter alguma ideia interessante em como usar o Mario e fazer algum aplicativo dele e lançá-lo rapidamente.

É nesse sentido que a Nintendo decide se lançam ou não algum jogo mobile do Mario no próximo ano fiscal, ao passo que continuam monitorando todo o mercado mobile. Mas leitor, será que a Big N não poderia arriscar um pouco mais?

Fonte
Facebook
0
Google
 
Top