The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

De tempos em tempos nos deparamos com histórias de pessoas que desejam ver filmes antes do lançamento, apreciar jogos e até mesmo adiantar festas de aniversário e feriados por conta de sua saúde debilitada.

Desta vez contaremos a luta de um fã da franquia que possuía um problema cardíaco congênito, que com a ajuda da família, desconhecidos e da Nintendo, teve a oportunidade de jogar The Legend of Zelda: Breath of the Wild e visitar a Nintendo of America, em Seattle.

Estamos falando de Gabe Marcelo, um fã de longa data da franquia Zelda que sofria com uma condição cardíaca congênita desde o nascimento, se tornando cada vez mais agressiva no decorrer dos anos. Teve um impacto significativo em seus níveis de energia e mobilidade, com o tempo Marcelo ficava impedido de se movimentar muito, tendo em vista que até subir e descer escadas duas vezes ao dia era um grande esforço para o jovem. Em 2016, ele estava muito animado para experimentar o jogo e o evento Pax Prime se aproxima e poderia lhe proporcionar esta experiência. Gabe e sua família foram para o evento, porém a Nintendo não estava no evento e a saúde do jovem ia se deteriorando.
 
Gabe (à direita) e Jaime (à esquerda) costumavam jogar jogos eletrônicos, tendo em vista as limitações de Gabe. Todas as fotos são cortesia de Jaime Marcelo.


Sua família, ansiosa para conseguir uma chance dele para jogar Breath of the Wild, entrou em contato com a Nintendo of America, lutou muito para ter seu caso notado, possivelmente devido ao grande volume de correspondência que a empresa recebe. O seu irmão mais velho, Jaime, postou o desejo do irmão no Reddit e logo o post viralizou. Foi assim que a Nintendo soube do desejo de Gabe jogar o mais novo jogo de sua franquia favorita. A empresa entrou em contato e conseguiu uma viagem para Marcelo Gabe visitar os escritórios da Nintendo of America e realizar um de seus últimos desejos. 

Gabe nunca pôde fazer grandes esforços durante toda a sua vida, sempre se viu limitado por conta de sua saúde, mas nunca se abalou. Relatos de sua mãe e de seu irmão dão conta que Marcelo Gabe era sempre otimista e nos games encontrava um refúgio e uma calma que ele não poderia encontrar na vida real. Certamente Gabe não poderia escalar montanhas, correr, nadar, derrotar monstros, porém nos games ele encontrou uma paixão, aventuras e desafios que não poderia ter.

Marcelo Gabe viajou para Seattle e lá pôde jogar The Legend of Zelda: Breath of the Wild, visitou as salas de reuniões, fez um tour pela sede e levar lembranças para seus amigos e familiares, pois Gabe adorava presentear as pessoas. Jaime disse que era possível sentir alegria em sua voz durante a sua visita.


Gabe durante sua visita a Nintendo.

Marcelo Gabe faleceu no dia 14 de Janeiro, semanas após completar 27 anos de idade.

Fonte
Facebook
1
Google
 
Top