Final do mês se aproximando e com isso, o lançamento do aguardado SNES Classic Mini está cada vez mais próximo junto com o Star Fox 2, um jogo que deveria sair em meados dos anos 90, mas que foi abandonado no último minuto.

Existem inúmeras teorias sobre o por que da Nintendo ter desistido de lançar o game que estava praticamente finalizado, mas o consenso geral é que a empresa estava com medo de parecer fraca lançando ele diante dos recém-lançados Sega Saturn e Sony Playstation, que chegou no final de 1994 e trouxe com eles uma tecnologia 3D de ponta que deixavam para trás o Star Fox 2 com o Super FX, se colocado em comparação.

Dylan Cuthbert, desenvolvedor de Star Fox 2, falou com a Red Bull sobre os motivos do cancelamento original e deixa claro que a Nintendo não estava nem ciente das coisas incríveis que os sistemas rivais eram capazes.

Cuthbert revela que um Playstation - completo e com uma cópia do título de lançamento Ridge Racer - entrou no escritório da Nintendo e tornou-se um ponto focal para os principais membros da equipe de desenvolvimento da empresa:
O chip FX simplesmente ficou para trás na corrida do 3D. As coisas estavam avançando em um rítimo muito grande neste momento. Eu estava jogando muito no Playstation; tivemos um nos escritórios da Nintendo e toda equipe do Star Fox 2 estaria jogando no horário de almoço e pela noite. Foi Takaya Imamura (Produtor de Star Fox) ou o criador de Animal Crossing Katsuya Eguchi que desbloqueou a Black Lamborghini em Ridge Racer primeiro, mas todos estávamos tentando.
Embora o conceito de desenvolvedores que experimentam dos trabalhos de outras empresas não seja algo fora do comum - afinal, é lógico que esles gostavam de manter um olho em desenvolvimentos de outros lugares da indústria, e o Playstation foi um grande negócio dos anos 90 - não deixamos de sorrir para a imagem mental de Cuthbert, Imamura e Eguchi, todos lutando pelo controle na esperança de ser o único que desbloqueou o infame Devil Car, de Ridge Racer.

Cuthbert ainda se juntou à Sony após o fim do contrato com a Nintendo e trabalharia no Playstation por um tempo antes de retornar ao Japão para encontrar a Q-Games, que continua trabalhando tanto com a Sony quanto com a Nintendo nos jogos. Ele também foi responsável pelo Star Fox Command no DS, e também criou a excelente série PixelJunk, principalmente no hardware da Sony.

Fonte
Facebook
0
Google
 
Top