Durante a apresentação financeira para os investidores de ontem a Nintendo divulgou diversas boas notícias, desde o sucesso do Switch, tal como a grande expectativa para a temporada de Natal. Porém em uma nota talvez ainda mais interessante e curiosa o presidente da companhia, Tatsumi Kimishima, afirmou que no momento há mais de 300 empresas desenvolvendo jogos para o Switch; neste número estão inclusos títulos exclusivos para a eShop e jogos indies, mas ainda assim é um número muito alto, considerando que algumas empresas podem estar trabalhando em mais de um jogo por vez -  a exemplo da Bethesda - o número de jogos pode ficar muito maior.

Além disso após mostrar a imagem abaixo o Presidente Kimishima deu uma declaração interessante sobre o interesse dos consumidores no Switch e o futuro da plataforma:
 
 "Esta é apenas uma parte da line up que foi divulgada. Como vocês podem ver a variedade de títulos e gêneros apresentados irão aumentar o interesse no Nintendo Switch. Tendo uma audiência maior irá tornar ainda mais fácil para as publicadoras de jogos fazer negócios conosco. Nós também estamos atuando continuamente para manter uma linhagem de trabalho colaborativa para facilitar a criação de mais títulos de sucesso com os nosso parceiros. Baseado nas informações disponíveis podemos ver que nosso apelo entre crianças e mulheres começou a aumentar, sendo mais forte no Japão do que nos Estados Unidos e Europa. Observando o intento de compra dos que ainda não obtiveram o Switch, há indicações de que há um aumento não apenas entre crianças e famílias com adultos na faixa dos 30, mas também entre estudantes de nível médio e fundamental,  e consumidores na faixa dos 20 de ambos os gêneros. A Nintendo irá continuar trabalhando firme para expandir a audiência e tornar o Switch ainda mais forte comercialmente"

E então pessoal? O Switch está em um momento muito bom e parece que não vai diminuir tão cedo, vocês já adquiriram o de vocês ou ainda vão esperar mais jogos chegarem? Para tudo sobre Switch e Nintendo no geral vocês conferem aqui mesmo, A Casa do Cogumelo.
Facebook
0
Google
 
Top