Um estudo realizado por professores canadenses de psicologia da Université de Montreal revelou detalhes muito interessantes sobre jogos tridimensionais e funções cerebrais. Durante seis meses, 33 adultos entre 55 e 75 anos de idade foram divididos em três grupos aleatórios.

 O primeiro grupo participou de jogatinas com games 3D, e era exigido que os participantes jogassem Super Mario 64 por meia hora, durante cinco dias da semana. O segundo grupo recebeu aulas de piano digital pelo mesmo período de tempo. Já o terceiro grupo não participou de atividades, servindo somente o papel de grupo de controle do estudo.

Como resultado, o primeiro grupo desenvolveu massa cinzenta tanto no hipocampo (parte de formação de novas memórias) quanto no cerebelo (responsável pelo equilíbrio e aprendizagem motora), melhorando a memória dos participantes em curto prazo. O segundo grupo desenvolveu massa cinzenta na região dorsolateral do lobo frontal, enquanto o terceiro grupo indicou perda nas três regiões do cérebro - mostrando que novos aprendizados estão ligados ao combate de deficiências cognitivas.

Em tempos onde muito se argumenta que games tornam pessoas violentas, é muito bom ver um estudo sério revelar a importância da jogatina em nossas vidas.

Fonte
Facebook
1
Google
 
Top