Lá pelos idos dos anos noventa, um amigo que veio do Japão trouxe consigo alguns games (é claro), além de umas fitas em VHS pra lá de bacanas: Maskman, Jiraya, Flashman, Changeman, Lionman. Entre esses títulos (todos em áudio original), um deles era o de uma série Momotaro de Super Mario Bros.: Amada Series Momotaro Super Mario Bros. Naquele tempo a internet engatinhava pelo mundo, portanto pouca coisa era tida sem a credibilidade que se dá hoje, em plena era da globalização da informação.

Mas uma coisa nos chamava a atenção nesse peculiar VHS do Mario, e era essa cena (4.31 min.) :



Ela mostra exatamente a origem do Mario: ele veio do espaço, e de dentro de um Pêssego (em inglês, Peach).  De certa forma, isso explica o motivo de Baby Mario e Baby Luigi serem personagens distintos e estarem no mesmo tempo/games que os irmãos Mario e Luigi.

E se for teu... e se for teu...
Agora, se em toda boa aventura era o mocinho que salvava a princesa e sempre se casava com ela, e depois viviam felizes para sempre... essa realidade é algo bem distante da série Super Mario Bros.. Nosso herói vive salvando a Princesa Peach (notaram a semelhança no nome?), e eles nunca se casaram ou demonstraram nada do tipo. Em um breve flashback a respeito de casamentos, durante o final de Super Mario Land (GB) podemos ver Mario e Daisy se beijando e indo embora numa nave. Isso é algo que nunca rolou entre ele e a Peach.

Agora, se juntarmos os pontinhos, e com um pouco de atenção, podemos perceber que: Mario nasceu de um Pêssego espacial; a Princesa do Reino dos Cogumelos é a Peach; e nenhum deles nunca se casaram...seria então possível acreditarmos que eles são, na verdade, irmãos? Pois bem, essa é uma teoria que ninguém nunca sequer cogitou, mas que fez nossa equipe rachar a cuca depois de um intenso debate sobre o assunto, ainda mais depois de vermos uma rara imagem do Rei do reino dos cogumelos (que só deu as caras na Nintendo Comics Series e no Nintendo Adventure Books).

E vocês, ilustres leitores do A Casa do Cogumelo, o que acham de mais essa teoria? Comentem em nossa página no facebook para sabermos o que vocês acham sobre isso.


Facebook
0
Google
 
Top